BLOG

Não é difícil perceber que muito do que se encontra na internet sobre branding geralmente é raso, confuso e sem fundamento teórico. E isso resulta em diversos mitos e definições erradas e conflituosas sobre o assunto. Para tornar este assunto um pouco mais claro, criei este espaço para refletirmos, discutirmos e, por que não, ensinar sobre um assunto fundamental para todo negócio que deseja ter uma marca coerente e, acima de tudo, relevante. Role pra baixo e boa leitura!

E agora, José?

10/07/2020

Você já parou pra pensar que décadas atrás existiam menos marcas? Isso acontecia porque o acesso a tecnologia e implementação de modelos de produção eram caros e, por consequência, acessíveis a poucas empresas. Isso dava as marcas um poder maior. Algumas delas ditavam as regras do consumo. O foco do discurso estava no produto, o cliente poucas vezes era colocado como chave no processo de construção da marca.

Os anos passaram, a tecnologia ficou acessível a pequenas e médias empresas, a qualidade deixa de ser um diferencial competitivo para ser apenas uma obrigação. A partir daí marcas que fazem a mesma coisa começam a coexistir. A chegada das redes sociais acelera ainda mais a mudança do cenário. O foco do discurso passa a ser os clientes que passam a promover as marcas e sustentar as vendas. ⠀

Empresas que não estavam atentas a esta transição viram aos poucos os clientes irem embora. A mudança de postura das marcas trouxe à tona um dos mais importantes traços dos seres humanos: o desejo de pertencimento. Mas isso é assunto para outra conversa.

<< Voltar

Vamos
Conversar

Clique nos ícones para entrar em contato conosco.

R. Aldomar Cardoso, 64 - Passagem, Tubarão - SC, 88705-601 Sala 505 Ver no mapa